terça-feira, 30 de outubro de 2012

2007 : Peugeot 908 HDi (nº8)






Na segunda posição terminou o rapidíssimo, mas ainda não fiável Peugeot 908 dos pilotos Pedro Lamy / Stephane Sarrazin / Sebastien Boudais que era considerado o grande favorito para vencer o poderio da Audi em Le Mans, mas teve diversos problemas nas primeiras 6 horas de prova e perderam dentro das boxes justamente as voltas necessárias e importantes para um ataque no final da prova.

2007 : Saleen S7-R (nº54)

  A Saleen começou em 1983 quando Steve Saleen, grande entusiasta de carros desportivos, decidiu criar a Saleen Autosport com o objectivo de melhorar a estética e as caracteristicas do Ford Mustang.
O Saleen s7 de estrada foi apresentado em 2000 e atingia 320 km/h e demorava cerca de 3 segundos a chegar aos 100 km/h . Quase no final desse ano foi apresentada a versão racing com um motor Ford V8 e cerca de 600 cv.
 Foi em 2001 que participaram 3 S7-R nas 24 Horas de Le Mans. Um dos carros foi inscrito pelo Saleen Allen Speedlab, outro por Konrad Motorsport e o terceiro pela "RLM" cujo director da equipa era precisamente Ray Mallock, um dos conceitistas do S7-R juntamente com Steve Saleen. O nº60 terminou em terceiro da categoria GTS mas longe dos Corvettes vencedores.
Em 2002, o regulamento penalizou os Saleen por produção insuficiente tendo esta marca um papel secundário em Le Mans.


Em Janeiro de 2006, anunciou-se uma parceria entre a empresa Oreca de Hugues de Chanauc e a Saleen Inc. A equipa francesa ficou encarregue de fazer correr os carros americanos na Europa, de assegurar a logística das peças isoladas e também importar os carros para o mercado do Velho Continente.

Com uma excelente temporada que culminou com a vitória do Campeonato em França, Hugues de Chaunac queria uma vitória da categoria em Le Mans .


O desafio era exigente porque o confronto com a Aston Martin ou a Chevrolet adivinhava-se dificil.

Assim em 2007, o team Oreca fez alinhar em Le Mans os Saleen S7-R nº54 e nº55 com os respectivos pilotos Nicolas Prost/Laurent Groppi/Jean-Philippe Belloc e Soheil Ayari/Stéphane Ortelli/Nicolas Lapierre.
Por causa de uma avaria em La Sarthe , o nº55 só conseguiu terminar em nono lugar da categoria GT1 e em décimo sexto na classificação geral apesar do segundo lugar na grelha de partida.
O carro de Belloc conseguiu uma corrida inesquecível pois estavam preparados para administrar a mecanica e a sua forma fisica mantendo uma cadencia bastante dignificante atingindo o quinto lugar da categoria GT1 e o décimo da geral.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

1962 : Simca Abarth 1300 (nº43)



 Foi na Primavera de 1962 que surgiu o Simca Abarth 1300 GT no Salão do Automóvel de Genebra, ao lado do novíssimo Simca 1000 Coupé. Em princípios de Abril, durante os ensaios com vista às 24 Horas de Le Mans, o 1300 deu sinais evidentes de potencia do motor, mas a estabilidade também foi uma revelação tanto para os pilotos como para os homens da cronometragem. Na corrida propriamentedita , a Abarth apresentou dois Fiat Abarth 700 e três Simca Abarth1300 com piloto de topo ao volante. Ao seu lado, Roder Masson fez alinhar outro 700 enquanto a Equipa Nacional Belga inscreveu um quarto 1300 GT.

Os Abarth oficiais eram facilmente reconhecíveis entre todos graças à sua "farda" ornamentada com um grande escorpião. A campanha de 1962 em Le Mans poderia ter sido uma autentica catástrofe mas oAbarth belga de Dubois e Harris conseguiu terminar a prova destacando-se no meio dos montros de corrida terminando naquadragéssima posição da geral e uma indiscutível vitória na classe. 

sábado, 27 de outubro de 2012

1987 : Sauber Mercedes C9 (nº61)


Foi necessário esperar nove anos depois da criação da Sauber AG para ver um C5 inscrito nas 24 Horas de Le Mans , em 1977.

Quando Peter Sauber pediu à Mercedes para utilizar o túnel de vento no intuito de melhorar a aerodinâmica, os engenheiros alemães ficaram muito impressionados com a qualidade do trabalho de RudiFaul, o autor da carroçaria. Foi o factor que desencadeou o contrato entre as duas firmas: a Mercedes forneceria o motor enquanto aSauber se ocuparia de estudar o chassis e a carroçaria.


aerodinamismo foi particularmente bem estudado , o que permitiu ao C8 atingir a segunda melhor velocidade de ponta em Le Mans em 1965.
No entanto, a sua estabilidade manteve-se relativamente mediana, por causa de um efeito ao solo menos acentuado que nos carros daconcorrência.


Em 1987 a Sauber Mercedes Kouros apresentou dois carros em LeMans , nas mãos de Pescarolo/Thackwell/Okada e Ganassi/Dumfries.Heini afinou ainda mais a preparação do M117 Mercedes, o bloco foi reforçado com painéis de alumínio e as rodas passaram para as 17 polegadas à frente e 19 polegadas atrás.



Os carros evidenciaram um grande potencial durante os treinos, mas os resultados na prova não se mostraram à altura. A partir da quarta hora, o nº62 de Ganassi/Dumfries partiu a caixa de velocidades e o nº61 também teve de abandonar depois de quinze horas de corrida por causa de acidente.

1985 : Lancia LC2 MARTINI (nº4)












Driven by: Bob Wollek (F)/Alessandro Nannini (I)/Lucio Cesario (AUS)
Result: 6th (14 laps behind the winner)
Grid: 3rd (3:15.950)

1980 : Porsche 935 K3 Kremer (nº42)





Photo Dome Racing


O Porsche de T.Ikuzawa / R.Stommelen/ A.Plankenhorm do Grupo VI e com o nº 42 teve de abandonar com problemas de motor quando estava na sexta posição

1994 : Daeur Porsche 962 GT SHELL (nº35)






Joshen Dauer, antigo piloto da Porsche, reconvertido em artíficeconstrutor teve a ideia genial de transformar o "velho" 962(ele próprio uma evolução do 956 surgido em 1982) num veículo homologado para a estrada. Foram construídos cerca de uma dezena e o seu preço era de cerca 900 000 euros mas sendo um carro "inguiável" para a andar na rua foi na competição que deu que falar.
Foi o caso deste modelo conduzido por H.J.Stuck/D.Sullivan/T.Boutsen que ficou em terceiro lugar nas 24 horas de Le Mans em 1994.

1983 : Porsche 956 CANON - nº14






1996 : BMW F1 GTR GTC Motorsport /Gulf Racing (nº34)













Pierre-Henri Raphanel / Lindsay Owen-Jones / David Brabham :5º na Geral